Centro Espírita Maria Magdalena

Arrpendimento Sincero

 

“Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento (…)”

LUCAS, 3:8

FALHA DE HOJE NÃO SIGNIFICA QUEDA OU DERROTA. A matrícula no aprendizado da autoeducação requer tolerância e paciência incondicionais quando somos tomados pelo arrependimento sincero.

Ontem estagiamos nos mesmos erros sem o mínimo propósito de renovação. Hoje ansiamos por melhora. Por essa razão, o equívoco nos incomoda. Bom sinal! Sinal de amadurecimento.

Evitemos deter o passo e procuremos criar o bem onde passemos, mas somente o bem que já temos condição de fazer. Mais que isso é vaidade e pretensão. Somente assim descansaremos intimamente, gerando luz e vida na garantia da vitalidade e sossego interior.

Se, por agora, não encontramos as respostas que explicam nossos desatinos, olhemos para a frente, valorizando as vitórias, por menores que sejam, e avancemos.

Somente no clima benfazejo do trabalho ativo, o operário poderá divisar horizontes de bonança quais convites de esperança e alegria no rumo da felicidade.

No torvelinho da mágoa para consigo mesmo, o aprendiz não conseguirá enxergar as saídas para a aplicação correta das lições que já recebeu.

PERDOEMO-NOS E SIGAMOS.

Quem se arrepende prova sua sinceridade produzindo frutos dignos de seu arrependimento.

 

Do livro “Para sentir Deus” de Wanderley de Oliveira pelo espírito Ermance Dufaux

Scroll Up