Centro Espírita Maria Magdalena

CHAMADOS u00c0 REFLEXu00c3O

A Tentau00e7u00e3o do Repouso

u00a0

Num campo de lavoura, grande quantidade de vermes desejava destruir um velho arado de madeira, muito trabalhador, que lhes perturbava os planos e, em razu00e3o disso, certa ocasiu00e3o se reuniram ao redor dele e comeu00e7aram a dizer:u00a0

– Por que nu00e3o cuidas de ti? Estu00e1s doente e cansado…u00a0

– Afinal, todos nu00f3s precisamos de algum repouso…u00a0

– Liberta-te do jugo terru00edvel do lavrador!u00a0

– Pobre mu00e1quina! A quantos martu00edrios te submetes!…u00a0

O arado escutou… escutou… e acabou acreditando.u00a0

Ele, que era tu00e3o corajoso, que nem sentia o mais leve incu00f4modo nas mais duras obrigau00e7u00f5es, comeu00e7ou a queixar-se do frio da chuva, do calor do Sol, da aspereza das pedras e da umidade do chu00e3o.u00a0

Tanto clamou e chorou, implorando descanso, que o antigo companheiro concedeu-lhe alguns dias de folga, a um canto do milharal.u00a0

Quando os vermes o viram parado, aproximaram-se em massa, atacando-o sem compaixu00e3o.u00a0

Em poucos dias, apodreceram-no, crivando-o de manchas, de feridas e de buracos.u00a0

O arado gemia e suspirava pelo socorro do lavrador, sonhando com o regresso u00e0s tarefas alegres e iluminadas do campo …u00a0

Mas, era tarde.u00a0

Quando o prestimoso amigo voltou para utilizu00e1-lo, era simplesmente um traste inu00fatil.u00a0

A histu00f3ria do arado u00e9 um aviso para nu00f3s todos.u00a0

A tentau00e7u00e3o do repouso u00e9 das mais perigosas, porque, depois da ignoru00e2ncia, a preguiu00e7a u00e9 a fonte escura de todos os males.u00a0

Jamais olvidemos que o trabalho u00e9 o dom divino que Deus nos confiou para a defesa de nossa alegria e para a conservau00e7u00e3o de nossa pru00f3pria sau00fade.u00a0

u00a0

Autor: Meimei

Psicografia de Chico Xavier. Da obra: Pai Nossou00a0

Scroll Up